Ter Barriga, Um Risco Para o Teu Coração

Como bajar 5 kilos en 1 semana secreto

A barriga proeminente, essa extrusão que no passado foi um sinal de opulência e hoje se esconde sob a faixa, leva uma mensagem de alerta que a porta: o dobro de traço de sofrer morte súbita. Desse jeito o proporciona um estudo publicado recentemente pela prestigiada revista “Heart”, que conclui que as pessoas com obesidade abdominal têm mais promessas de sofrer uma paragem cardíaca inesperada. A pesquisa contou com quatrorze.941 membros que foram submetidos a exames médicos durante doze anos.

por esse tempo ocorreram 253 episódios de morte súbita, 80 por cento dos quais apresentaram-se nos sujeitos com um índice cintura/quadril (consequência de dividir o perímetro da cintura e o perímetro de teu quadril) grande. Considera-Se obesidade abdominal quando este valor é superior a 0,8 em mulheres e 0,noventa e cinco em homens. Contudo, por que é tão prejudicial?

Sendo assim, nos últimos tempos, os especialistas recomendam não determinar só o Índice de Massa Corporal (IMC) das pessoas, todavia também o perímetro da cintura e o índice cintura/quadril. O estudo mostra que, com um índice de massa corporal elevado, o sujeito aumenta em 34 por cento o risco de morte súbita, contra 49 por cento do perímetro da cintura ou a 100% do índice cintura/quadril.

Existem várias causas por que a gordura se acumula em uma área específica do corpo.

Verdadeiramente, se oferece o paradoxo de pessoas que, com um IMC normal, têm um perímetro de cintura alta. Um tipo de paciente que é conhecido como magro, contudo metabolicamente doente. Tornam-se obcecados com a emagrecer e a intervenção mais capaz é a redução da cintura. Os valores de corte de acordo com o National Institutes of Health (NIH) pra definir o traço cardiovascular potencial são mais de 102 centímetros de perímetro de cintura para homens e 88 cm pra mulheres. Existem várias causas por que a gordura se acumula em uma área específica do corpo. O doutor Estêvão Jodar, chefe de serviço de Endocrinologia do Hospital Universitário Quíron Madrid, indica primeiro o determinante sexual. Em geral há uma obesidade típica das mulheres, onde a gordura se acumula nos glúteos, enquanto que nos homens é, pela barriga. Apesar de elas com a menopausa podem mudar sua maneira nesse significado”.

  • Extrato de Guaraná
  • Coloca as duas mãos ante as nádegas
  • A água socorro a perder peso
  • Uma boa figura
  • Um dia no centro logístico da Amazon em San Fernando de Henares
  • Batatas ou outros tubérculos
  • Porém é muito insuficiente 500-600 calorias

Bem como influencia a “predisposição genética”, por que há famílias em que seus participantes são mais propensos a acumular-se no estômago. Em qualquer caso, o principal culpado dessa ocorrência é um balanço calórico afirmativo. Comemos mais do que gastamos. A alimentação é cada vez mais hipercalórica, rica em açúcares fácil e gorduras de má peculiaridade, e se faz menos exercício.

Estar sentado queima a metade de calorias que estar de pé”, adverte o médico Jodar. A dificuldade é que a gordura abdominal é mais complicado de diluir que a de novas áreas. O perfeito é voltar ao modelo de dieta mediterrânea, que diminui o traço cardiovacular, como demonstrou o estudo Predimed. O azeite tem que ser a gordura fundamental; como proteína, o peixe e os legumes; e de carboidratos, frutas, legumes e cereais integrais”, lembra o doutor Garcia de Almeida. Quanto às carnes, há que optar por uma das magras e deixar as vermelhas, para um consumo ocasional.

Public Health Nutrition: 411-418. doi:Dez.1017/S1368980099000567. Renee D Goodwin, Ph.D.a (junho de 2003). “Association between physical activity and mental disorders among adults in the United States”. Preventive Medicine 36 (6): 698-703. doi:Dez.1016/S0091-7435(03)00042-dois. Hertzog C, Kramer AF, Wilson S, Lindenberger U. (2008). Enrichment Effects on Adult Cognitive Development: Can the Functional Capacity of Older Adults Be” (PDF).

Psychological Science in the Public Interest nove (um): Um-65. doi:10.1111/j.1539-6053.2009.01034.x. O exercício ativa genes que actuam a respeito do humor”. Praag H, Kempermann G, Gage FH., H; Kempermann, G; Gage, FH (1999). Ontogeny Running increases cell proliferation and neurogenesis in the adult mouse dentate gyrus”. Clément Grondard, C et al. Regular Exercise Prolongs Survival in Type 2 Spinal Muscular Atrophy Model Mouse”.

Ter Barriga, Um Risco Para o Teu Coração
Vote nesta página