As ‘cartucheiras’ Apanham A Gordura Pra Impedir Que Prejudique Outros Tecidos Do Organismo

MADRID.- Você está preocupado com o tamanho de tuas coxas e glúteos? Se estiver em pesquisa de conselho pra estilizar a silhueta, não vai encontrá-lo por esse post. Todo o contrário. Sobram as razões pra dispensar uma ode aos corpos ‘tipo pêra’. Deixando de porção a estética, a gordura que se acumula na parte inferior do corpo é muito mais saudável do que a que se descobre na zona abdominal (o ‘float’ ou ‘tipo maçã’). Se você ainda não tiver abandonado a leitura dessas linhas, quem sabe lhe confortar saber que é bastante possível que estas ‘cartucheiras’ tão características do corpo humano feminino têm um vasto poder contra as doenças cardiovasculares e a diabetes. Os cientistas disputam em desvendar os mecanismos biológicos que estão elevando a gordura dessa região aos altares dos maiores aliados da nossa saúde.

No video de gordura, existem bons e maus.

A investigação está em seu início; nos esperam algumas surpresas. Convidamos você a perceber as mais novas descobertas. No video de gordura, existem bons e maus. O oponente por excelência é o ‘vagaroso’ e o grande aliado é o tecido que se acumula em redor da cintura, as coxas e os glúteos. Os mecanismos que estão por trás do efeito protetor das ‘cartucheiras’ são múltiplos e complexos, todavia o consequência é acessível sendo assim.

  1. HIIT em grupo ou treinamento com intervalos de alta intensidade
  2. 3 colheres de sopa de álcool etílico
  3. Não se Salte o Menor-almoço
  4. dez a quinze minutos: reduzimos a intensidade, descemos a força. Corresponde a um grau seis
  5. o seu coração Está preparado para correr
  6. 1 colher de chá de gengibre ralado (cinco g)
  7. Correr, com moderada intensidade entre cinco e 10 minutos
  8. seis cebolas médias picadas em quadros

A revista International Journal of Obesity publica nesta semana uma revisão dos mais novas avanços da investigação por este campo. Por esta razão, a fita métrica, constitui uma ferramenta muito mais capaz do que a balança pra avaliar a obesidade. Os estudos efectuados em diferentes populações evidenciam que uma maior quantidade de massa gorda na zona gluteofemoral está associada a um pequeno risco de doenças cardiovasculares e metabólicas. De fato, os indivíduos com um tipo pêra tendem a ter níveis mais baixos de colesterol LDL (vulgarmente chamado mau) e superiores do HDL (o agradável). Ademais, as tuas artérias tendem a manter-se em melhores condições.

Como eliminar barriga en dos semanas

o que É mais, verificou-se que a circunferência da cintura e o tecido adiposo (gorduroso) de mulheres com exagero de peso ou obesidade está associada a um acrescentamento de certas substâncias saudáveis. E é esse, propriamente, o ponto mais polêmico da busca: indicar se umas boas cartucheiras são capazes de neutralizar, pelo menos em cota, os efeitos negativos de uma barriga pouco mais saliente do que o normal.

Tal como explica Javier Salvador, diretor do Departamento de Endocrinologia e Nutrição da Clínica Universitária de Navarra, o abdômen se concentram as células de gordura (adipócitos), denominadas viscerais. Estes elementos destruidores assim como vêm para algumas partes do organismo, como o pâncreas, músculos ou o coração, que se infiltram de gordura. A insuficiência cardíaca é somente uma das várias possíveis decorrências. O tecido de nádegas e pernas representa a outra face da moeda.

Para começar, não contém adipócitos viscerais, o que já é uma vantagem sensacional. No entanto é que, além disso, se encarrega de capturar a gordura pra evitar que se localize em novas partes do organismo em que é nocivo. José Manuel Fernández-Real, chefe de Seção de Diabetes do Hospital Josep Trueta de Girona e associado do Centro de Investigação Biomédica em Rede-Fisiopatologia da Obesidade e Nutrição (CiberOBN). Por outro lado, existem ainda mais evidências de que os adipócitos da gordura visceral produzem substâncias pró-inflamatórias que levam à circunstância de problemas vasculares. Em troca, os adipócitos da região gluteofemoral geram mais quantidades de leptina e adiponectina, que são duas substâncias que servem, segundo Fernández-Real, “pra se anunciar com o lugar e com o organismo em geral”.

Possuem propriedades bastante benéficas porque “propiciam a sensibilidade à insulina e a vasodilatação”, declara o especialista da Clínica de Navarra. Todos estes conhecimentos têm implicações clínicas diretas. Bem como explicam os autores da revisão científica, “a investigação vai mostrar se estas propriedades protetoras conseguem ser utilizadas pra atenuar o risco metabólico e cardiovascular”.

As ‘cartucheiras’ Apanham A Gordura Pra Impedir Que Prejudique Outros Tecidos Do Organismo
Vote nesta página